Pesquisadores da Universidade da Califórnia Riverside, identificaram uma única proteína que parece controlar os folículos capilares que morrem causando a calvície.
Na posse dessas novas informações, os cientistas esperam ser ser possível reverter o processo e estimular o crescimento do cabelo.

A proteína em questão é conhecida como TGF-beta, uma proteína sinalizadora que regula a divisão, o crescimento e a morte das células. Como tal, desempenha papéis importantes em trabalhos importantes, como cicatrização de feridas, e parece ser capturado por células cancerígenas para permitir o crescimento descontrolado. .
Nesse caso, a equipe descobriu que o TGF-beta, estende seu trabalho às células dentro dos folículos capilares.
“O TGF-beta tem dois papéis opostos”, disse Qixuan Wang, coautora do estudo.(na foto DR Direitos Reservados)

“Ajuda a ativar algumas células do folículo piloso para produzir uma nova vida e, mais tarde, ajuda a orquestrar a apoptose, o processo de morte celular.
Mas o mais importante é que a equipe diz que isso não é necessariamente uma via de sentido único. As células-tronco do folículo ainda estão adormecidas, esperando para serem reativadas. Mais pesquisas sobre como exatamente o TGF-beta ativa a divisão celular e como ele se comunica com genes relacionados, podem um dia abrir novos tratamentos para calvície, alopécia ou outros tipos de queda de cabelo.
“Mesmo quando um folículo piloso se mata, ele nunca mata seu reservatório de células-tronco”, disse Wang. “Quando as células-tronco sobreviventes recebem o sinal para se regenerar, elas se dividem, formam novas células e se desenvolvem em um novo folículo. Potencialmente o nosso trabalho poderia oferecer algo para ajudar as pessoas que sofrem de uma variedade de problemas.