Será?

Tem sido uma semana difícil para os catadores de nariz em todo o mundo, ou seja para quem tem o hábito de “tirar macacos” do nariz, com uma torrente de manchetes declarando em voz alta, uma suposta “evidência assustadora” de que a doença de Alzheimer está ligada a um pouco de “exploração nasal” baseada em dedos.
Acontece que a primeira notícia, vem de um comunicado de imprensa profundamente especulativo e, de acordo com vários neurocientistas, é “extremamente improvável que tal seja verdade.
Como em muitas notícias científicas de hoje em dia, a história de limpar o nariz originou com um comunicado de imprensa, neste caso da Universidade Griffith da Austrália publicado na sexta-feira, 28 de outubro.
Mas nada parece ter sentido, excepto do ponto de vista da etiqueta.

Esta parece ser uma certeza por parte da Comunidade Científica, consultada pelo nosso parceiro New Atlas.