Um indivíduo de 23 anos, com um histórico criminal prévio, foi sentenciado a seis anos de prisão efetiva, acumulando penas, por nove atos de roubo, principalmente direcionados a menores entre 12 e 15 anos que frequentam escolas em Santarém.

Esses roubos, realizados na sua maioria em áreas movimentadas da cidade, como o Jardim da Liberdade e perto do W Shopping, causaram inquietação na comunidade entre agosto e novembro do ano passado.

Através de coação física ou ameaças com arma branca, o acusado forçou os jovens a entregarem o dinheiro que possuíam, bem como os telemóveis, e em alguns casos, outros objetos de valor.

Ficou provado pelo Tribunal de Santarém, que o assaltante agiu de maneira violenta ao exigir dinheiro, chegando a agredir alguns dos menores quando tentavam escapar ou resistiam mais ativamente.

Dos nove roubos comprovados pelo tribunal, apenas um não envolveu adolescentes; nesse caso, o acusado esperou que um idoso retirasse dinheiro de um Multibanco para o perseguir e roubar, agredindo-o violentamente e levando consigo 350 euros.

O agressor, que já estava detido preventivamente devido a este processo, mudou-se de Montijo para Santarém em 2019. Ao que parece, tem problemas de dependência química e alcoolismo e vivia um imóvel abandonado quando foi detido.